jun 192012
 

A maioria dos cargos de TI pode ser qualificada como algo ingrato. Quando a infraestrutura de TI está funcionando perfeitamente, ninguém sabe que você está lá. Mas quando algo dá errado ou um projeto não pode avançar devido a um problema técnico, os departamentos de TI começam a ouvir várias coisas e nem sempre da forma mais amigável.

Entretanto, o mundo empresarial está completamente dependente da TI para funcionar. A empresa precisa de mais, mais, mais, mas nem sempre tem os orçamentos para atender a essas necessidades. Isso significa que os trabalhadores de TI geralmente precisam fazer a diferença. Juntando tudo isso, essas condições podem criar um ambiente de trabalho muito estressante para o pessoal de TI.

Contudo, o estresse não é sempre ruim. Em doses corretas, ele pode ser um bom motivador, mas apenas se for gerenciado de maneira eficiente. Aqui, apresentamos quatro dicas para ajudá-lo a gerenciar o estresse para que possa prosperar sob pressão, em vez de ceder a ela.

1. Relaxe o seu corpo

Cabeça estressada se transforma em estresse para o corpo, sempre. Então, a primeira coisa a ser feita para combater sentimentos assustadores de estresse é relaxar o corpo. Reserve um momento para você mesmo. Você está respirando pesado? Seus ombros estão rígidos? Você sente um nó no estômago? Todas essas manifestações físicas são de estresse, e administrar esses sintomas ajudará a aliviar seu estresse mental.

Dê uma caminhada e respire um pouco de ar fresco. Sente-se por um momento e dê algumas respiradas profundas. Estique-se. Suba alguns lances de escada. Faça tudo o que puder para realinhar seu corpo e mente para que ambos possam relaxar.

2. Foque sua mente

Pensamentos acelerados são outro sintoma de estresse que, se não forem tratados, poderão interferir na produtividade. A maioria dos estresses no local de trabalho resulta de uma combinação de muito trabalho e tempo, recursos ou capacidades insuficientes. Revisar centenas de tarefas e depois ficar pensando em todas elas de uma vez só pode resultar em estases completas. Por onde mesmo você deve começar a fazer as coisas?

Quando estiver diante de uma lista de tarefas monolíticas, a melhor coisa a ser feita é foco. Divida as tarefas maiores em menores, mais gerenciáveis. Faça uma lista do que precisa ser feito e priorize. Delegue as tarefas menores. Discuta sua lista de tarefas em voz alta com um gerente ou colega para ajudar a determinar como lidar da melhor maneira possível com ela. (Você ficará surpreso do quanto a carga parecerá menor quando disser isso em voz alta.)

Em seguida, foque uma tarefa por vez. Isso garantirá que seus esforços sejam eficientes, em vez de gastar energia ficando estressado e simplesmente não chegar a lugar nenhum.

3. Reveja as expectativas

O estresse geralmente surge quando uma pessoa sente que perdeu o controle de uma situação. Devido a circunstâncias inesperadas, não cumprimento dos objetivos, falta de recursos ou qualquer outro fator que faça o projeto ficar fora de controle, a melhor coisa a ser feita primeiro é sentar e repensar a relação recursos/demanda. As expectativas foram corretamente definidas inicialmente? Os novos fatores mudaram significativamente os resultados esperados?

Dê uma segunda olhada na escola e no escopo de seu projeto ou carga de trabalho. Reavalie ou redefina o escopo conforme a necessidade. Em seguda, comunique claramente um novo conjunto de expectativas mais razoável. Mas, cuidado aqui. Talvez você precise fazer um backup de suas expectativas reavaliadas. Documente suas reivindicações onde possível e obtenha algumas opiniões de colegas que possam ter o mesmo ponto de vista.

4. Treine seu diálogo interno

Nada pode prejudicar mais a sua produtividade do que o seu próprio diálogo interno. Você sabe que aquela pequena voz na sua cabeça que lança negativismo sem mesmo você perceber, diminuindo sua confiança e seu otimismo.

Enfrentar uma situação estressante para a qual não se sente preparado apenas gera mais estresse. Lembre-se de que o estresse surge quando os recursos ou as habilidades não correspondem à demanda. Então, se você ficar dizendo a você mesmo que não consegue superar uma situação estressante, certamente você não conseguirá mesmo.

Use as estratégias listadas acima para ficar atento à sua voz interna. Acalme-se, foque sua mente no problema e reavalie as expectativas sobre o que é possível. Priorize e enfoque o que pode ser feito agora. Isso pode deixar claro para a sua voz interna que é hora de ela ficar quieta para que você possa voltar ao trabalho. Além disso, isso permitirá que você pense em algo produtivo em vez de na dificuldade que está enfrentando.

Você é o seu próprio motivador

O estresse não leva a lugar nenhum. E é provável que o ambiente de trabalho atual se torne mais exigente e estressante. Mas mesmo que você não consiga controlar o volume de estresse que enfrenta no ambiente, você poderá controlar como reagir a ele. Gerenciando ativamente seu próprio estresse, retomando o controle da situação e colocando as coisas em perspectiva, você poderá transformar seu estresse no motivador que ele deve ser.

 Leave a Reply

(required)

(required)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>